sexta-feira, 4 de setembro de 2009

"O prazer de estar nadando não tem a ver com velocidade, tem mais com flutuar e fluir, e nem tem a ver com força, é mais com soltura e relaxamento.Também não tem a ver com vencer obstáculos, é mais com deslizar. Ter velocidade é bom, ter força é bom, e vencer obstáculos também, mas ter o prazer de estar nadando é indescritível, só quem o encontra pode saber. Assim, a busca da velocidade e da força fica em segundo plano. Mas sem querer, nadando pelo simples prazer de nadar, acaba-se encontrando velocidade, força e resistência. Como isso acontece?
Estar nadando com prazer faz querer nadar cada vez mais e nadando cada vez mais, velocidade, força e resistência  se desenvolvem naturalmente."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores